FUNDESP

| blog

É dia de feira!

Em continuidade ao projeto “Quitandinha”, hoje foi dia de fazer feira, literalmente! As crianças do Mini grupo II, da professora Brenda e do Mini Grupo II B, da professora Vânia, tiveram a experiência de explorar o entorno do CEI, conhecendo a Feira Livre do nosso bairro. Além visitar as barracas, conhecer as mais diversas frutas e legumes in natura, elas escolheram e compraram o que queriam consumir, aprenderam a negociar, com direito a pedir desconto, e aprenderam também a pagar pelos produtos escolhidos. Foi uma manhã muito produtiva e significativa para a aprendizagem e vivências das crianças.

Após as comprinhas, não poderia faltar o tão esperado pastel! Cada um escolheu o seu sabor preferido e se deliciou junto com um saboroso e geladinho caldo de cana. Não podemos deixar de agradecer ao nosso parceiro Point do Pastel Vila Mara que acolheu com muito carinho e atenção os nossos pequeninos.

Ao retornarmos para o CEI, fizemos uma vivência super saborosa com as frutas escolhidas. Foi um momento cheio de alegrias e descobertas, com gostinho de quero mais!

“As experiências de aprendizagens de bebês e crianças não se limitam aos espaços internos da Unidade Educacional, os espaços são um importante elemento curricular e potencializadores das aprendizagens infantis. Ocupar os espaços do entorno da instituição, seu bairro, sua cidade, oferecendo às crianças condições de experimentar autonomamente a ocupação, a exploração e a transformação dos lugares farão com que eles tenham maior sentido, pois o espaço será tratado como sujeito e objeto pedagógico, numa perspectiva integradora.”

Indicadores de Qualidade da Educação infantil paulistana, página 49.

Indicadores de qualidade da Educação Infantil Paulistana:

documento com orientações para Autoavaliação Institucional Participativa, que contempla o envolvimento de todos os atores que integram as práticas educativas nas Unidades de Educação Infantil: bebês, crianças, suas famílias e responsáveis, docentes, gestoras e gestores, demais educadoras e educadores e a própria Secretaria Municipal de Educação.

Saiba mais aqui

#fundesp #ceiarcoiris #educacaoinfantil #vivencias

Dúvidas?

Uma fundação é uma instituição patrimonial autônoma, sem proprietários ou sócios, que tem por finalidade atender uma ação de interesse público, geralmente de cunho social. Ela já nasce com um capital financeiro, geralmente por meio de doações de fundadores. 

As fundações são constituídas por meio de escritura pública e possuem um órgão público responsável por acompanhar e auditorar suas atividades, o Ministério Público (MP).

Diferentemente de uma ONG ou associação, a fundação necessariamente precisa ter como objetivo, ações de cunho moral, religioso, assistencial ou cultural, conforme indica o novo Código Civil (Lei nº 10.460/02). Outra particularidade, é que ela tem como representante legal um instituidor que direciona as ações da entidade.

Através de doações de voluntários anônimos e também do apoio e colaboração mensal de parcerias e instituições. Um dos nossos grandes apoiadores é a Comunidade do Evangelho Integral, que sede o espaço físico e toda a estrutura necessária para o funcionamento do nosso departamento administrativo. Vale ressaltar que a fundação não possui qualquer vínculo religioso com a comunidade.

Basta fazer uma transferência bancária ou um pix com o valor que deseja doar. 

Acesse o link:

Roupas, utensílios domésticos, móveis, material escolar e qualquer valor via transferência bancária ou pix. Todas as doações são encaminhadas para as crianças e pessoas atendidas pelos projetos, inclusive os familiares.

Sim, desde que a doação seja feita através do site do CMDCA – CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Ao acessar o site, é possível escolher a entidade para a qual deseja fazer a doação (basta clicar na Fundesp). Após a realização da transação será emitido um comprovante, que poderá ser usado para o abatimento de impostos.

Uma fundação é uma instituição patrimonial autônoma, mas sem proprietários ou sócios, que tem por finalidade atender uma ação de interesse público, geralmente de cunho social. Ela já nasce com um capital financeiro, seja por meio de doações de fundadores. 

Uma particularidade da fundação é que ela necessariamente precisa ter como objetivo de cunho moral, religioso, assistencial ou cultural, conforme indica o novo Código Civil (Lei nº 10.460/02).

Outra particularidade da fundação é que ela tem como representante legal um instituidor que direciona as ações da entidade.

As fundações também são constituídas por meio de escritura pública e possuem um órgão público responsável por acompanhar suas atividades, o Ministério Público (MP).

Através de doações de voluntários anônimos e também do apoio e colaboração mensal de parcerias e instituições. Um dos nossos grandes apoiadores é a Comunidade do Evangelho Integral, que sede o espaço físico e toda a estrutura necessária para o funcionamento do nosso departamento administrativo. Vale ressaltar que a fundação não possui qualquer vínculo religioso com a comunidade.

Basta fazer uma transferência bancária ou um pix com o valor que deseja doar. 

Acesse o link:

Roupas, utensílios domésticos, móveis, material escolar e qualquer valor via transferência bancária ou pix. Todas as doações são encaminhadas para as crianças e pessoas atendidas pelos projetos, inclusive os familiares.

Sim, desde que a doação seja feita através do site do CMDCA – CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. Ao acessar o site, é possível escolher a entidade para a qual deseja fazer a doação (basta clicar na Fundesp). Após a realização da transação será emitido um comprovante, que poderá ser usado para o abatimento de impostos.